Website

Novo Artigo Científico do Departamento de Desporto

"Quantifying Sub-Elite Youth Football Weekly Training Load and Recovery Variation"

Os docentes do Departamento de Desporto do nosso Instituto, o Prof. Doutor Pedro Forte, Prof. Doutor Miguel Leal e Prof. Doutora Joana Ribeiro, em parceria com outros investigadores nacionais e internacionais,  lançaram recentemente um novo artigo científico. Com o título "Quantifying Sub-Elite Youth Football Weekly Training Load and Recovery Variation", o artigo científico publicado no MDPI, tem como objetivo quantificar a carga de treinamento semanal e as variações do status de recuperação realizadas por jovens jogadores de futebol sub-15, sub-17 e sub-19 sub-elite e analisar a influência da idade, dia de treino, microciclo semanal, treino e posição de jogo na carga de treino e estado de recuperação.

Resumo: Vinte jogadores com menos de 15 anos, 20 com menos de 17 e 20 jogadores com menos de 19 foram monitorados por um período de 2 semanas durante o primeiro mês da temporada competitiva de 2019-2020. A tecnologia do sistema de posicionamento global (GPS) foi usada para coletar as cargas externas de treinamento: distância total percorrida, velocidade média, velocidade máxima de corrida, distância de corrida de alta velocidade relativa, distância de alta carga metabólica, distância de sprint, carga de estresse dinâmico, acelerações e desacelerações. A carga de treino interna foi monitorada usando classificações de esforço percebido (RPE) e classificação da sessão de esforço percebido (sRPE). O status de recuperação foi obtido usando a escala de recuperação de qualidade total (TQR). Os resultados mostram uma influência relacionada à idade para carga de treino externa (p ≤ 0,001; d = 0,29–0,86; efeito moderado a forte), carga de treino interna (p ≤ 0,001, d = 0,12–0,69; efeito mínimo a forte) e recuperação (p ≤ 0,001, d = 0,59; efeito forte). A carga externa apresentou diferenças entre os dias de treino (p <0,05, d = 0,26–0,95; efeito moderado a forte). A posição de jogo teve um efeito mínimo (p <0,05; d = 0,06–0,18). O microciclo semanal teve efeito moderado na distância total (p <0,05, d = 0,39), RPE (p <0,05; d = 0,35) e sRPE (p <0,05, d = 0,35). Foram encontrados efeitos de interação entre os quatro fatores analisados para a desaceleração (F = 2,819, p = 0,017) e entre os dias, entre as semanas e a idade para a distância total percorrida (F = 8,342, p = 0,008). Este estudo forneceu dados específicos sobre a carga de treino do futebol juvenil de sub-elite e o estado de recuperação para monitorar os ambientes de treino e as variações de carga. Pesquisas futuras devem incluir um período de monitorização mais longo para avaliar a carga e as variações de recuperação nas diferentes fases da temporada.

Disponível para consulta e/ou download aqui.

© 2021 ISCE Douro - Todos os direitos reservados. | Contactos